sexta-feira, 17 de maio de 2013

Lábios de Jesus


Do sangue derramado

Do vento que soprou a morte

Lembro-me do dia em que todos fomos vítimas

De nossa própria escuridão

De nossa própria escuridão

Centenas de pessoas

Todas sem perdão

Eu traguei a fumaça da discórdia

Eu tranquei mil crianças em uma jaula

Uma jaula de fogo

A noite veio, recolhemos todas as cinzas

E então nos lembramos

Que Jesus viria para nos beijar

Que Jesus viria para nos beijar



- Olhos da Lua