quinta-feira, 23 de maio de 2013

Fim


Eu sempre pensei como seria o final.
Quem estaria comigo, como eu encararia este momento fatídico.  E aqui estou como achei que estaria, sozinho e aterrorizado.
Não pense que eu me assusto com a dor. Não me importo com nada disso.  O que me aterroriza agora é a mesma pergunta que me perseguiu a minha vida inteira, que tirava o meu sono.
Pra onde eu vou?
Aqui nesse minuto final da minha vida eu me pego pensando se ela valeu a pena. Vou para o céu? Inferno? Quem me dera acreditar, nem que fosse em inferno. Meu destino é pior. Meu destino é morrer, sem ser nada ou ter feito nada importante.  É ter desperdiçado uma vida única, que jamais vai voltar.
Ninguém nunca vai entender o quão desesperador é nascer já consciente que seu destino é um só: morrer.
Mas por um lado eu tenho sorte, pois não me apeguei a nada, à ninguém. Pior ainda seria ter amado a vida toda, ter tido uma vida perfeita, e ser arrancado dela à força. Ter ouvido uma frase feita como “todo mundo morre um dia” sair da boca de quem você ama, e se pegar pensando o quanto isso é cruel, não poder ser feliz pra sempre.
Ninguém nunca vai entender.
De todos os medos do mundo, todas as assombrações, assassinos sádicos, estupradores, esse é o maior de todos.
Porque não importa o quanto você se esforce
O quanto você corra.
A morte é a única certeza da sua vida.
- Amandarke