terça-feira, 29 de abril de 2014

Oi, tudo bem?

Sabe, hoje de manha me perguntaram como eu estava.
Eu respondi que estava bem, mas agora eu parei para pensar nisso.
Será que eu estava bem mesmo?
Eu nunca paro para pensar quando alguém me faz uma pergunta dessas, eu simplesmente respondo e vou embora. Não preciso ficar me estendendo. As pessoas normalmente nem esperam eu responder, parece que elas realmente sabem que eu estou bem e que vou responder que estou bem.
Sera que toda conversa que eu ter daqui pra frente com as pessoas vai se resumir a isso? Uma pergunta retorica e uma resposta retorica? Será que é isso que eles querem dizer com papo furado? Não sei responder, sei lá. Simplesmente, nunca me importei. Mas... Por que agora?
Será que o Joe sabia que eu ficaria sentado nessa poltrona pensando sobre isso a noite toda? Será que o Joe fez isso com a intenção de que eu ficasse em casa? Não, como Joe faria tal coisa? Ele é um imbecil. Jamais arquitetaria um plano desses. Ele deve estar dormindo agora.
Nossas palavras não passam de cascas, no fim das contas. Sim, é isso. Cascas. Palavras são tipo... Tipo o sabor de hortelã de um daqueles cigarros de sabor. Um Câncer saboroso.
E se eu fosse um câncer o tempo todo? Ou será que as pessoas gostam de cascas e de hortelã?
Maldito Joe e suas perguntas retóricas. Ele deve estar trepando com a minha namorada nesse momento.
Isso seria uma pena se eu tivesse uma namorada. Quais são suas intenções, cara?
Sabe de uma coisa? Amanha eu vou responder que não estou bem. É, é isso que eu vou fazer.
Mas será que amanha eu vou estar bem? E se eu estiver?
De qualquer forma.
Boa noite.

- Lágrimas de Gasolina