quarta-feira, 22 de maio de 2013

Orgulho e Arrogância


Não importa o quão grande seja seu conhecimento.

Não importa o tamanho da sua casa.

Eu não ligo para o número de amigos que você tem no Facebook.

Nem ele. Nem aquele. Nem ninguém.

Sabemos que seu ego é amassado, enrugado, e também somos conhecedores dessa sua grotesca necessidade de engrandecer teus próprios atos. De buscar reconhecimento por tudo.

Não te julgo, amigo. Sei que existe um vazio aí, sim aí mesmo. Dentro de você. Um vazio que só pode ser preenchido pela aprovação dos outros, dos aplausos, mas será que tudo isso é o fundamental, o essencial?

Quantos você diminui para crescer? Quantos você fez chorar para sorrir? Quantos você passou para trás para alcançar á frente?

Quantas vezes odiou alguém que costumava amar?

Eu não duvido das suas conquistas, amigo, por isso não dou-te o direito de afrontar ás minhas. Respeite e serás respeitado. Perdoe e serás perdoado.

Ora essa, não me aponte este dedo sujo.

Sim, sei que sou orgulhoso e é por isso que te falo, amigo.

Sempre andarão juntos, os orgulhosos e os arrogantes.

Sempre.

- Lágrimas de Orgulho Gasolina