quinta-feira, 16 de maio de 2013

Crise Inexistencial


Por favor, eu quero voltar a existir.

Eu grito, angustiado, pela vida que já tive.

Me recordo dos meus amigos, dos passeios e até mesmo dos meus pais. Ah, meus queridos pais, como será que eles estão?

Quero meu cachorro de volta. Quero poder assistir televisão.

Quero poder namorar. Conhecer pessoas, lugares. Festejar. Sorrir.

Quero tudo de volta, mas não posso. Existe algo mais forte do que eu. Algo que me prende e também prenderá a você.

Todos atingiremos a inexistência algum dia. Todos deixaremos de existir como indivíduos em algum momento e assim permaneceremos.

“Com licença. Douglas, é isso? Eu gostaria de fazer um pedido.”

Eu me tornei um nome.

E você?

- Lágrimas de Gasolina